Projeto de curso

PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO
LATO SENSU
RECURSOS HUMANOS

Ensino a Distância – EAD
(Resolução CES/CNE/MEC nº 01/2018
CURSO CADASTRADO NO MEC EM 27/08/2007 E REVISADO EM 15/01/2019
Os cursos de pós graduação à distância são disciplinados pelo Decreto nº 9057/17

OBJETIVOS GERAIS

Desenvolver as competências necessárias para a moderna gestão de pessoas, enfatizando a integração de objetivos pessoais e organizacionais, a coordenação de equipes e a vinculação das políticas de educação, treinamento e desenvolvimento às estratégias de negócios e aos processos e resultados organizacionais.

ESTRUTURA CURRICULAR E CARGA HORÁRIA

O Curso está estruturado com 14 (quatorze) módulos, 56 (cinquenta e seis) disciplinas totalizando 560 horas/aulas.

RECURSOS HUMANOS – EAD
DISCIPLINAS UNIDADES DE APRENDIZAGENS OBJETIVOS H/A
INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO
MÉTODOS CIENTÍFICOS - Identificar as fases do método científico;
- Reconhecer o método científico como construtor de conhecimento científico;
- Diferenciar o método científico dos demais métodos existentes.
10
INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO - Definir os princípios da administração e a sua relação com os gestores;
- Explicaras funções da administração;
- Diferenciar eficiência de eficácia.
10
TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA - Definir a importância da produção em massa, desde o seu surgimento até os dias de hoje;
- Identificar quais são as principais características do método científico de produção;
- Relacionar as decorrências da implantação do método científico de produção com o desenvolvimento econômico das empresas que o adotaram.
10
ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVOS - APO - Identificar os principais elementos que caracterizam a administração por objetivo;
- Criticar os avanços e as limitações da administração por objetivo para a gestão empresarial;
- Relacionar a administração por objetivo com as novas tendências da administração moderna.
10
GESTÃO EMPRESARIAL
O EMPREENDEDORISMO -Identificar as características do perfil empreendedor;
-Analisar as oportunidades que um indivíduo empreendedor possui com o mercado econômico;
-Comparar as atitudes empreendedoras versus as não empreendedoras.
10
PROCESSO DE GESTÃO - Descrever os processos de gestão e sua importância dentro da empresa;
- Reconhecer modelos adotados pelo sistema de gestão;
- Definir os estilos adotados no sistema de gestão.
10
MODELOS DE GESTÃO I - Identificar os precursores da administração científica;
- Diferenciar as perspectivas das teorias clássicas, neoclássicas e relações humanas;
- Reconhecer o modelo de gestão empregado nas organizações.
10
MODELOS DE GESTÃO II - Identificar como os modelos de gestão inovativos são aplicados nas organizações;
- Diferenciar as características da teoria dos sistemas e da teoria sociotécnica;
- Relacionar a teoria sociotécnica e a teoria da contingência.
10
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES - Reconhecer a necessidade do desenvolvimento específico de lideranças;
- Identificar as competências específicas da liderança;
- Elaborar questionamentos sobre as tendências atuais em desenvolvimento de liderança.
10
DINÂMICA DE EQUIPE - Explicar o que é equipe e o que é grupo; - Analisar as contribuições das equipes;
- Identificar tipos de equipe: autodirigida e virtual.
10
CONFLITO NO TRABALHO -Explicar o que é conflito;
-Analisar vantagens e desvantagens do conflito;
- Identificar as principais fontes de conflito.
10
GESTÃO DA MUDANÇA ORGANIZACIONAL - Identificar o conceito de mudança organizacional e suas etapas;
- Analisar as abordagens de gestão da mudança organizacional;
- Reconhecer os principais agentes de mudança e as resistências a mudanças.
10
GESTÃO DE PESSOAS, EVOLUÇÃO E SISTEMA
GESTÃO DE PESSOAS: EVOLUÇÃO E TENDÊNCIAS - Reconhecer os processos de Gestão de Pessoas a partir de um contexto histórico ao momento atual;
- Diferenciar o processo de Gestão de Pessoas como rotina de área e papel gerencial;
- Identificar a importância da Gestão de Pessoas para a obtenção de vantagem competitiva organizacional.
10
PROCESSOS DO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS - Identificar os processos que integram a gestão de pessoas;
- Reconhecer a importância dos processos do sistema de gestão de pessoas;
- Desenvolver um olhar crítico sobre a necessidade de todos os processos da gestão de pessoas acontecerem simultaneamente.
10
SUBSISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS - Identificar os diferentes subsistemas de Recursos Humanos e seus processos envolvidos;
- Definir o papel de cada subsistema e seus impactos na gestão de pessoas;
- Analisar a atuação do profissional de RH nos diferentes subsistemas de Recursos Humanos.
10
COMPETÊNCIAS: CONCEITO E GESTÃO POR COMPETÊNCIAS - Demonstrar a importância de se definir as competências do cargo para o processo seletivo;
- Identificar aspectos técnicos e comportamentais que definem as competências dos cargos;
- Explicar o que são competências e gestão por competências.
10
RECRUTAMENTO
RECRUTAMENTO: CONCEITO E TENDÊNCIAS - Descrever o conceito de recrutamento;
- Avaliar o impacto do recrutamento no processo seletivo como um todo;
- Apresentar as principais tendências em ferramentas e técnicas de recrutamento.
10
CONSTRUINDO UM PERFIL DE COMPETÊNCIAS DO CARGO - Entender como elaborar um perfil de competências a partir do entendimento do contexto e desafios do cargo;
- Utilizar o perfil de competências para uma condução mais efetiva do processo seletivo;
- Demonstrar como o perfil de competências é uma importante ferramenta para a área de gestão de pessoas.
10
RECRUTAMENTO: TIPOS - Diferenciar os tipos de recrutamento: interno, externo e misto;
- Comparar as vantagens e desvantagens de cada tipo de recrutamento;
- Identificar o melhor tipo de recrutamento de acordo com o perfil da vaga e contexto da empresa.
10
CONTRATOS COLETIVOS DE TRABALHO - Definir contratos coletivos de trabalho;
- Distinguir contratos coletivos de trabalho, convenções coletivas de trabalho e dissídios coletivos de trabalho;
- Relacionar sindicatos e contratos coletivos de trabalho.
10
SELEÇÃO
SELEÇÃO: CONCEITO E FOCO EM COMPETÊNCIAS - Explicar o conceito de seleção de pessoal;
- Identificar os critérios necessários para uma seleção com foco em competências;
- Analisar as vantagens da seleção com foco em competências.
10
SELEÇÃO POR COMPETÊNCIAS - Comparar o processo de seleção por competências com os demais tipos de seleção;
- Identificar as vantagens do modelo de seleção por competências;
- Explicar como conduzir um processo de seleção por competências.
10
TÉCNICAS DE SELEÇÃO - Explicar as diferentes técnicas que podem ser utilizadas em um processo seletivo;
- Demonstrar a adequação das técnicas de seleção de acordo com o perfil do cargo;
- Comparar as vantagens de cada uma das técnicas de seleção de pessoas.
10
DEVOLUTIVA DE PROCESSO SELETIVO - Explicar o papel do profissional de Recursos Humanos na devolutiva do processo seletivo;
- Diferenciar os tipos de devolutivas de acordo com as etapas do processo seletivo
- Avaliar a importância da devolutiva no processo seletivo.
10
DESEMPENHO
GESTÃO DO DESEMPENHO - Definir gestão de desempenho e identificar cada etapa deste processo;
- Distinguir a diferença entre gestão do desempenho e avaliação de desempenho;
- Perceber o papel das lideranças no processo de gestão.
10
MODELOS DE AVALIAÇÃO - Diferenciar os diversos modelos de avaliação do desempenho e suas devidas aplicações;
- Reconhecer no cotidiano das empresas qual modelo é aplicado e entender o porquê desta escolha;
- Contrastar os modelos e identificar qual seria o mais indicado em diferentes cenários corporativos.
10
SISTEMAS DE AVALIAÇÃO - Identificar as etapas de um sistema de avaliação, seus pontos positivos e negativos e a importância de gerar dados precisos e confiáveis;
- Reconhecer os aspectos de desempenho do funcionário e do avaliado e como eles são trabalhados em conjunto na construção de uma avaliação;
- Distinguir, nesse processo, quem avalia, com que frequência e quando se avalia.
10
TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO - Reconhecer os métodos de avaliação mais comuns e utilizados nas avaliações individuais ou múltiplas;
- Identificar as características das técnicas apresentadas e qual tipo ou momento elas devem ser utilizadas;
- Diferenciar as diversas técnicas e seus pontos positivos e negativos;
10
REMUNERAÇÃO
ADMINISTRAÇÃO DA REMUNERAÇÃO - Identificar os principais tipos de sistemas de remuneração;
- Analisar o funcionamento dos sistemas de remuneração;
- Diferenciar as práticas de gestão da remuneração no ambiente empresarial.
10
REMUNERAÇÃO, DESEMPENHO E COMPETÊNCIAS Objetivos:
- Identificar as principais diferenças entre remuneração por desempenho e por competências;
- Diferenciar as práticas de gestão da remuneração no ambiente empresarial;
- Analisar o funcionamento dos sistemas de remuneração.
10
BENEFÍCIOS SOCIAIS: BENEFÍCIOS FIXOS - Definir quais benefícios sociais são aplicados nas organizações;
- Reconhecer a importância dos benefícios como ferramenta de captação e retenção de pessoas;
- Mostrar as etapas utilizadas para representação do plano de benefícios em uma organização.
10
BENEFÍCIOS SOCIAIS: BENEFÍCIOS FLEXÍVEIS - Listar vantagens e desvantagens dos benefícios flexíveis utilizados pelas organizações;
- Explicar qual o objetivo das organizações com o oferecimento dos benefícios aos seus colaboradores;
- Mostrar de que forma os benefícios podem ser gerenciados pelas organizações.
10
INTRODUÇÃO A BIG DATA E INTERNET DAS COISAS (IOT)
INTRODUÇÃO A CIÊNCIA DE DADOS Definir o conceito de ciência de dados.
Discutir dados e tomada de decisão.
Definir características do cientista de dados.
10
APLICAÇÕES DA CIÊNCIA DE DADOS Discutir onde aplicar ciência de dados.
Descrever exemplos de aplicação da ciência de dados.
Relacionar business intelligence (BI) e ciência de dados.
10
BIG DATA E INTERNET DAS COISAS (IOT) - Construir o conceito de big data e internet das coisas
- Identificar elementos que contemplam uma solução de IOT
 - Definir possibilidades de uso de IOT para automação
10
INTEGRANDO BIG DATA E IOT Reconhecer os impactos do uso de Big Data e IOT.
Analisar a integração entre Big Data e IOT.
Discutir as possibilidades de aplicação entre Big Data e IOT.
10
TREINAMENTO
O PROCESSO DE ELABORAÇÃO DE TREINAMENTOS EFICAZES - Diferenciar as três fases do processo de elaboração dos programas de Treinamento e Desenvolvimento;
- Construir métodos, estratégias, ferramentas e recursos instrucionais para as diversas situações de ensino-aprendizagem;
- Estabelecer critérios e situações de avaliação de aprendizagem.
10
PROCESSOS DE APRENDIZAGEM - Descrever como os alunos processam o aprendizado;
- Discutir as etapas dos processos de aprendizagem;
- Explicar o ciclo dinâmico da aprendizagem.
10
MODELOS DE ORGANIZAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE TREINAMENTO - Discutir os pontos fortes dos diversos modelos de organização do departamento de treinamento;
- Explicar o que é uma universidade corporativa e quais são os seus benefícios;
- Relacionar os princípios de sucesso para as universidades corporativas.
10
AVALIAÇÃO DO TREINAMENTO - Demonstrar a importância da avaliação e construir o processo de planejamento e implantação de uma boa avaliação de treinamento;
- Discutir as forças e fraquezas de diferentes modelos de avaliação;
- Escolher o modelo de avaliação adequado, tendo como base as características da empresa, bem como a importância e o propósito do treinamento.
10
ROTINAS DE PESSOAL
AFASTAMENTO - Definir afastamento do trabalho e consequências imediatas para a organização;
- Identificar as principais causas de afastamento do trabalho no Brasil;
- Descrever a legislação que orienta empregados e empregadores no que concerne ao direito a afastamento do trabalho.
10
ROTATIVIDADE Definir rotatividade e suas principais causas;
- Identificar os custos da rotatividade para as organizações;
- Descrever as principais consequências da rotatividade para as organizações.
10
RELATÓRIOS GERENCIAIS DE ABSENTEÍSMO - Definir absenteísmo e suas principais consequências imediatas para as organizações;
- Descrever um modelo de relatório gerencial de absenteísmo;
- Identificar de que maneiras os relatórios gerenciais de absenteísmo podem subsidiar tomadas de decisões relacionadas à Gestão de Pessoas.
10
HIGIENE E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO - Reconhecer os fatores relacionados à higiene e segurança no trabalho;
- Identificar o conceito de saúde ocupacional e as principais doenças relacionadas com o ambiente de trabalho;
- Mostrar as principais particularidades de um programa de qualidade de vida no trabalho (QVT)
10
LEGISLAÇÃO TRABALHISTA
RELAÇÕES TRABALHISTAS - Descrever o conceito de relações trabalhistas, envolvendo os diversos atores deste processo;
- Identificar ações a serem praticadas pelos gestores para o relacionamento entre pessoas, processos e organizações;
- Analisar os impactos das relações trabalhistas para todas as pessoas envolvidas nos processos.
10
ROTINAS TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS - Analisar as rotinas trabalhistas e previdenciárias, bem como a admissão e o registro de empregados;
- Descrever como se preenche a Guia da Previdência Social (GPS);
- Explicar CAGED, PIS/PASEP e CIPA.
10
JORNADA DE TRABALHO - Definir jornada de trabalho;
- Comparar as diversas limitações legais da jornada de trabalho;
- Analisar os descansos (intervalos) na jornada de trabalho.
10
CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO - Definir contrato de trabalho, as suas características e os seus elementos essenciais;
- Explicar as diversas modalidades de contrato de trabalho;
- Analisar os efeitos do contrato individual de trabalho.
10
TÓPICOS DE PESSOAL
DIVERSIDADE DE PESSOAS Objetivos:
- Conceituar diversidade de pessoas no contexto atual;
- Reconhecer a importância da diversidade na composição das pessoas que formam os processos organizacionais;
- Identificar os principais aspectos legais relacionados aos processos de gestão de pessoas para o gerenciamento de cotas e cumprimento da legislação.
8
GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Objetivos:
- Compreender a necessidade da gestão de pessoas estar alinhada à estratégia da organização como fator propulsor de mudanças;
- Perceber a importância da gestão de pessoas para o desenvolvimento competitivo e sustentável das organizações;
- Alinhar o modelo de gestão adotada para o alcance dos objetivos organizacionais.
8
DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS E DE ORGANIZAÇÕES Objetivos:
- Reproduzir a importância da criatividade e da inovação no processo de desenvolvimento organizacional;
- Definir a relevância de gerenciar os processos de mudança organizacional;
- Reconhecer o desenvolvimento organizacional a partir das mudanças no comportamento das pessoas.
8
PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS Objetivos:
- Reconhecer a importância da elaboração de um plano de cargos e salários;
- Identificar de forma clara os ganhos dos colaboradores e da empresa com a utilização dessa prática;
- Analisar os pontos essenciais do plano de cargos e salários: contratação assertiva e manutenção da satisfação dos colaboradores dentro da organização.
8
COACHING EMPRESARIAL
PROCESSO DE COACHING - Definir o processo de coaching e suas abordagens;
- Analisar a importância do coaching para o processo de desenvolvimento das pessoas;
- Identificar o perfil de um bom coach.
10
PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO DO COACHING - Reconhecer o coaching como um projeto e um negócio;
- Listar as etapas para a estruturação de um projeto de coaching;
- Demonstrar os resultados de um processo de coaching.
10
MODALIDADES DE COACHING - Diferenciar as modalidades de coaching;
- Identificar as vantagens e desvantagens de cada modalidade de coaching;
- Combinar as diferentes modalidades de coaching para obter melhores resultados.
10
TÉCNICAS E METODOLOGIAS DE COACHING - Identificar as técnicas e metodologias de coaching;
- Selecionar técnicas para cada tipo e demanda de cliente;
- Analisar as metodologias para que atendam aos resultados de coaching.
10
TOTAL DE HORAS AULA 560


MÓDULO OPCIONAL
DISCIPLINAS UNIDADES DE APRENDIZAGENS OBJETIVOS H/A
DIDÁTICA E METODOS CIENTIFICOS
DIDÁTICA: UMA PRÁTICA ORGANIZADA - Conceituar a didática
- Relacionar a didática com as estratégias de ensino
- Estabelecer relação entre a didática e o processo de socialização

10

METODOLOGIA: DIFERENTES OPÇÕES DIDÁTICAS Definir o que é a metodologia no trabalho docente.
Apontar diferentes opções metodológicas que podem ser adotadas no processo de ensino-aprendizagem.
Relacionar a metodologia com o uso de diferentes recursos materiais.

10

PROCESSOS DE APRENDIZAGEM - Descrever como os alunos processam o aprendizado
- Discutir as etapas dos processos de aprendizagem
- Explicar o ciclo dinâmico da aprendizagem

10

SELEÇÃO E DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA MATRÍCULA

01 fotos 3x4; Cópia do Diploma de Curso Superior, Cópia do CPF, Cópia do RG e Cópia do Comprovante de Residência. (Todos as Copias desses documentos deverão obrigatoriamente serem digitalizadas, assinadas pelo candidatos conforme assinatura do RG e enviadas para a FIC pelo correio eletrônico, pelo sistema ou pelo portal www.ficunifal.edu.br).

DADOS DA INTITUIÇÃO DE ENSINO

MANTENEDORA:
Nome: União de Faculdades de Alagoas Ltda. - UNIFAL
Dirigentes: Sergio TR Costa e Rosário F. Costa.
Endereço: Rua Barão de Jaraguá, 398, Jaraguá, Maceió/AL. CEP: 57.022-140
Fone e Fax: (82) 3326 8069 - E-mail: unifal@ficunifal.edu.br

MANTIDA:
Nome: Faculdade Figueiredo Costa - FIC
Dirigentes: Sergio TR. Costa e Rosário F. Costa
Endereço: Rua Barão de Jaraguá, 398, Jaraguá, Maceió/AL. CEP: 57.022-140
Fone e Fax: (82) 3326-8069 - E-mail: fic@ficunifal.edu.br

EXPEDIÇÃO DO CERTIFICADO

O curso de pós-graduação lato sensu em RECURSOS HUMANOS é certificado pela FACULDADE FIGUEIREDO COSTA – FIC, mantida pela UNIFAL.

A FIC é CREDENCIADA PARA OFERTA DE CURSOS SUPERIORES PRESENCIAIS PELA PORTARIA MEC 289/16 (RECREDENCIADA) e CREDENCIADA PARA CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA PELA PORTARIA MEC 90/18 (CREDENCIADA EAD). Os certificados expedidos pela FIC tem garantia de validade em todo território brasileiro.

INVESTIMENTO

O investimento varia conforme o prazo que o aluno se predispõe a concluir o curso, ou seja o aluno escolhe um plano e paga a taxa de matricula e a quantidade de meses em que pretende concluir o curso, conforme tabela abaixo:

PLANOS TEMPO DE CONCLUSÃO
EM MESES
TAXA DE MATRÍCULA
EM R$
PARCELAS MENSAIS
EM R$
TOTAL DO INVESTIMENTO
EM R$
PLANO 1 6 - A VISTA 2.250,00
PLANO 2 6 1 x 336,00 6 x 336,00 2.352,00
PLANO 3 8 1 x 275,33 8 x 275,33 2.478,00
PLANO 4 10 1 x 240,54 10 x 240,54 2.646,00
PLANO 5 12 1 x 219,69 12 x 219,69 2.856,00
PLANO 6 14 1 x 206,66 14 x 206.66 3.100,00

OBS: Caso o aluno conclua o curso em prazo superior ao escolhido no contrato, para ter direito ao certificado terá que pagar a diferença do investimento referente ao plano em que concluiu.

PRAZO DE CONCLUSÃO DO CURSO

Mínimo de 6 (seis) meses e máximo de 14 (quatorze) meses.

DIAS E HORÁRIOS DAS AULAS

Educação a distância – EAD

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E TUTORES

E-mail: fic@unifal.edu.br

A Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC é a responsável pela Elaboração do Projeto Pedagógico do Curso e sua permanente atualização, devendo promover as reuniões periódicas do colegiado objetivando desenvolver e implantar o presente projeto e as atividades do mesmo. É também responsável pelo gerenciamento do curso e da integração docente e discente, com objetivo de garantir o pleno sucesso na execução deste projeto pedagógico.

OBS:: “Os professores são de exclusiva responsabilidade da Coordenação Acadêmica e poderão, a qualquer tempo, serem substituídos, a critério exclusivo da mesma, por razões administrativo-pedagógicas, por outros de equivalente titulação e/ou capacidade profissional”

METODOLOGIA

A concepção metodológica do Curso baseia-se nos ideais de autonomia e protagonismo no Ensino a Distância. O curso prevê a realização de 14 módulos com duração de quatro semanas cada através do Ambiente Virtual de Aprendizagem da FIC. São 14 (quatorze) módulos disciplinares curricular, com 4 (quatro) Unidades de Aprendizagem de 10h, cada.

Seguindo as diretrizes do Ministério da Educação, as eventuais provas, serão realizadas presencialmente nos polos de apoio presencial do Curso.

Para conhecer os polos de apoio presencial da FIC visite a página ficunifal.edu.br.

Farão jus aos certificados apenas os alunos que concluírem com sucesso todas as disciplinas modulares e obtiverem nota igual ou superior a 5,0 pontos.

TECNOLOGIA

A ferramenta fundamental, embora não a única, para o desenvolvimento dos processos educativos será o Ambiente Virtual de Aprendizagem da FIC, onde serão realizadas periodicamente as aulas com veiculação pela internet; ambientes virtuais de discussão; biblioteca virtual e informações sobre as disciplinas e avaliações.

A organização deste espaço virtual será uma parceria do Curso com a Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC e com empresas especialista terceirizadas, para elaboração e distribuição dos materiais audiovisuais.

Outra importante ferramenta indispensável que é amplamente utilizada é o site da Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC, onde são publicados as vídeos aulas e os textos no formato eletrônico de livros. Os livros didáticos podem ser acessados e impressos, nas bibliotecas virtuais, fazendo com que os alunos do Curso tenham a oportunidade de acessar os mais recentes resultados de autores nacionais e estrangeiros.

INFRAESTRUTURA FÍSICA

O curso é uma iniciativa da Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC, que já consta com estrutura física no polo do campus sede, onde funcionam a secretaria, a coordenação do curso, coordenação de tutoria e o colegiado do curso.

Estes espaços possuem os laboratórios de informática, sala de para web conferências, secretaria onde atuarão os professores do curso e demais colaboradores.

Além disso, os Polos de Apoio Presencial devem contar com acervo bibliográfico na área de conhecimento do curso, que poderá ser utilizado tanto para consulta local, como também empréstimos, de acordo com as normas de cada polo. Ainda possuem laboratórios de informática com computadores e equipados para as avaliações on line e acesso às bibliografias e periódicos eletrônicos, também deverá contar com recursos tecnológicos para realização de webs conferências.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

A avaliação deverá considerar: 30% do valor da média mensal será conquistado nos trabalhos virtuais como: questionários das UAs realizados; a participação em Fóruns de Discussão online; a participação em web aulas; a participação nos Chats; a auto avaliação de cada aluno, quando exigida pela Coordenação e os 70% da restante da média mensal, será conquistado nas provas presenciais, nas participações de cada módulo curricular e no TCC e nos encontros presenciais, quando solicitado pela Coordenação.

Deste modo, no tocante aos desempenhos, considera-se APROVADO o aluno que apresenta desempenho considerado satisfatório em todos os quesitos acima mencionados, e aprovados pela Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC, considera-se media mínima: 5 (cinco); EM RECUPERAÇÃO o aluno que apresenta desempenho considerado insuficiente em até 4 (quatro) disciplinas e com requerimento de justificativa do mau desempenho, analisada e aprovada pelo colegiado do curso, poderá MATRICULAR-SE NAS DISCIPLINAS reprovadas e completar o curso e REPROVADO o aluno que não foi aprovado durante o curso em 5 (cinco) ou mais de 5 (cinco) disciplinas, perde as condições de realizar as recuperações e está totalmente reprovado e para concluir o curso deverá realizar nova MATRICULA NO CURSO e pagar as disciplinas reprovadas.

CONTROLE DE FREQUÊNCIA

O aluno deverá ter 75% de frequência obrigatória nas UAs de cada disciplina do curso.

Considerando a modalidade à distância, a frequência do aluno será verificada a partir dos acessos realizados nas web aulas nas UAs.

Para cada disciplina (módulo curricular mensal) haverão 04 UAs, onde o acesso e participação nos questionários são obrigatórias. Neste caso, o aluno poderá ausentar-se de apenas uma UA. O aluno deve ser ciente de que não frequentando uma UA, poderá enfraquecer a sua média final.

Da mesma forma, haverá um encontros presenciais, quando serão debatidos os temas abordados nos materiais didáticos; ministradas palestras e/ou aulas práticas; efetuada a avaliação de aprendizagem; e a defesa do trabalho de conclusão, quando cada uma dessas atividades estiverem prevista em cronograma.

O comparecimento aos encontros presenciais quando exigido pela coordenação do curso é obrigatório.

Faltando a um encontro presencial, a critério da coordenação do Curso, o aluno poderá participar de um próximo encontro, respeitando o prazo máximo de conclusão do Curso. Não será permitido ao participante faltar a mais de dois encontros presenciais.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA

ABRAHAMSON, E. Cultura Organizacional. São Paulo: Makron Books, 2006. LUZ, Ricardo. Gestão do clima organizacional. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006.
ALMEIDA, Walnice. Captação e Seleção de Talentos: repensando a teoria e a prática. São Paulo: Atlas, 2004.
ARGENTI, Paul A. Comunicação Empresarial: a construção da identidade, imagem e reputação. Tradução de: Adriana Rieche. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.
BARROS, Alice Monteiro. Curso de Direito do Trabalho. 3 ed. Revista e ampliada. São Paulo: LTR, 2007.
BRUNI, Adriano Leal. Estatística Aplicada à Gestão Empresarial. São Paulo: Atlas, 2007.
BULGACOV, Sergio. Manual de gestão empresarial. São Paulo: Atlas, 1999.
CARRION, Valentin. Comentários à Consolidação das Leis do Trabalho. Atualizada por Eduardo Carrion. 31 ed. São Paulo: Saraiva, 2006.
CARVALHO, Antonio Vieira de. NASCIMENTO, Luiz Paulo do. Administração de recursos humanos. São Paulo: Pioneira, 1997.
CERVO, A. L. & BERVIAN, P. A. Metodologia científica: para uso de estudantes universitários. São Paulo: Mc. Graw-Hill, 1996.
CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus, 2010.
CHIAVENATO, Idalberto. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal: como agregar talentos à empresa. São Paulo: Atlas, 2006.
CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. São Paulo: Atlas, 1995.
DAFT, Richard. Administração. São Paulo: Thomson, 2005.
FONSECA, Regina Célia Veiga da. Metodologia do Trabalho Científico. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2008.
HACKETT, Penny. Como Fazer Entrevistas de Seleção. Tradução Márcia Cruz Nóbia Leme. São Paulo: Nobel, 2000.
HITT, Michael A. et al. Administração estratégica: competitividade e globalização. São Paulo: Thomson, 2002
KOTLER, Philip. Administração de marketing: a edição do novo milênio. São Paulo: Prentice-Hall, 2002.
KUNSCH, M. M. K. (Org.). Comunicação Organizacional: histórico, fundamentos e processos. São Paulo: Saraiva, 2009. v. 1.
LAKATOS, E. M. & MARCONI, M de A. Fundamentos da metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006.
MOSCOVICI, Fela. Desenvolvimento interpessoal: treinamento e grupo. Rio de Janeiro, José Olympio, 2003.
MOSCOVICI, Felá. Equipes dão certo: A Multiplicação do Talento Humano. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.
NERI, Aguinaldo. Gestão de RH por Competência e a Empregabilidade. São Paulo: Papirus, 2005.
OLIVEIRA, Djalma Pinho Rebouças de. Planejamento estratégico: conceito, metodologias e práticas. São Paulo: Atlas, 2003.
PONTES, Benedito Rodrigues. Administração de Cargos e Salários. 3 ed. São Paulo: LTR, 2002.
PORTER, Michael. Estratégia competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1986.
REIS, Ana M. V; TONET, Helena; BECKER JR, Luiz C; COSTA, Maria E. B. Desenvolvimento de equipes. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2009.
ROBBINS, Stephen P. Comportamento organizacional. São Paulo: Prentice Hall, 2005.
ROBBINS, Stephen P. Fundamentos de Administração: conceitos essenciais e aplicações. São Paulo: Prentice Hall, 2004.
ROBBINS, Stephen. Comportamento Organizacional. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.
SILVA, Reinaldo Oliveira da. Teorias da Administração. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.
VERGARA, S. C.; Gestão de Pessoas. 3. ed São Paulo: Atlas, 2000.
VILALBA, Rodrigo. Teoria da Comunicação: conceitos básicos. São Paulo: Ática, 2006.
WOOD JÚNIOR, Thomaz; PICARELLI FILHO Vicente. Remuneração estratégica: a nova vantagem competitiva. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 2009

Biblioteca digital da FIC: E-BookFIC, no portal www.ficunifal.edu.br
Biblioteca digital: PEARSON BIBLIOTECA VIRTUAL, no portal www.ficunifal.edu.br
Biblioteca pública: MEC: www.periodicos.capes.gov.br

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

A partir de uma pesquisa científica, o estudante deverá elaborar um artigo, individualmente, sobre um Modulo Disciplinar Curricular do curso.

Orientação e acompanhamento do estudante:

A orientação e o acompanhamento e a aprovação do TCC é feita pela Coordenação de Programas de Ensino a Distância da FIC. A orientação e o acompanhamento do estudante serão efetuados por meio do EVA da FIC, em sala virtual, especificamente estruturada para tal finalidade. O trabalho de orientação terá como suporte uma sistematização previamente elaborada e disponibilizada na sala virtual, onde orientador e estudante terão possibilidade de acompanhamento, orientação e contatos relativos ao processo de elaboração do TCC.

A defesa individual do TCC é o momento em que o estudante será inquirido pela Coordenação sobre o conteúdo do seu trabalho. É uma atividade obrigatória que ocorre com data e hora marcadas previamente.

É considerado aprovado no TCC o aluno com média final igual ou superior a 5,0 (cinco).